Arquivos para posts com tag: china

Sábado aconteceu mais um evento do Grupo de Estudo da Cultura Chinesa em Brasília com a palestra Programas Espaciais Brasil/China – Aspectos, Similaridades, Perspectivas com o Capitão Lúcio Alexandre Cavalcante. Foi muito interessante.

Poucos países no mundo conseguiram suportar investimentos em pesquisas espaciais. Durante esse desenvolvimento muitas pessoas morrem em testes de lançamento de foguetes. O Capitão Lúcio Alexandre Cavalcante falará sobre as origens, similaridades e perspectivas dos programas espaciais chinês e brasileiro, incluindo clips de lançamentos de foguetes em Shanghai e Rio Grande
do Norte, respectivamente. Comparará as famílias de foguetes Sonda/VLS (Brasil) e Chángzhēng/Long March (China), mencionando a principal cooperação espacial entre o Brasil e a China, que ocorreu em julho de 1988.

O Capitão Lúcio, natural de Fortaleza – CE, economista formado pela UFRN – Natal e oficial especialista em comunicações pelo Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), foi chefe da Subdivisão de Telecomunicações Aeronáuticas do Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I), de 1999 a 2011, e encarregado da operação e manutenção de Radares de Rastreamento de Foguetes no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), de 1975 a 1999. Ademais, participou
de 1.165 operações de lançamento de foguetes no CLBI, no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e no Centro Espacial Guianense (CSG).

Primeiro sábado de fevereiro haverá outro encontro, possivelmente com a exibição de um filme chinês.

Abaixo fotos que fiz no dia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Road Home

No sábado aconteceu o 11º encontro do Grupo de Estudo da Cultura Chinesa em Brasilia com a exibição do filme O Caminho para Casa, uma história bastante tocante.

Caso queira participar dos próximos encontros, mande um e-mail para gilberto.vaz@gmail.com.

Ficha Técnica:

Direção: Zhang Yimou; Duração: 85min;
Elenco: Zhang Ziyi, Sun Honglei, Zheng Hao, Zhao Yulian, Li Bin, Chang Guifa, Sung Wencheng, Liu Qi, Ji Bo, Zhang Zhongxi

Sinopse:

O “Caminho para Casa”, cujo título original é 我的父亲母亲 (wŏ de fù qīn mŭ qīn), literalmente “O Meu Pai e a Minha Mãe”, e que em inglês recebeu o título de The Road Home, é um drama romântico chinês de 2000, que marcou a estréia cinematográfica da atriz Zhang Ziyi. Esse drama é baseado no romance Remembrance, de Bao Shi.

Esta é uma história de amor entre uma garota do campo, da pequena aldeia de Sanhetun, junto às montanhas, e um jovem professor que vem da cidade. A morte desse professor anos mais tarde, traz seu filho de volta da cidade grande para lidar com as tradições
locais, as supertições e os costumes mantidos por sua mãe. Além disso, as memórias da mãe nos apresentarão a história de como os dois (Luo Changyu e Zhao Di) se conheceram e namoraram, entre trocas tímidas e penetrantes de olhares e olhadelas, sem ao menos um toque físico; olhares que viam e mostravam muito mais do que o simples interesse em se conhecerem, expressando muita emoção.

Merecem menção também a bela fotografia do filme, a demonstração de valores tais como o respeito pelos mais velhos, a gratidão dos alunos pelo professor, suplantando necessidades materiais, o respeito aos valores dos outros e o amor mútuo.

Abaixo fotos que fiz no dia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Faço parte do GRUPO DE ESTUDO DA CULTURA CHINESA EM BRASÍLIA que organiza encontros mensais para falarmos e aprendermos sobre a China.

O último encontro, fotografado por mim, se deu no último sábado, 8 de outubro e foi uma palestra proferida pelo professor do Instituto Confúcio na UnB, Wang Jianxun que falou sobre o I Ching (ou Zhou Yi) e a Cultura Chinesa.

Segue resumo enviado no convite:

O Profº Wang Jianxun, gentilmente compartilhará seu riquíssimo conhecimento sobre o Zhou Yi (I Ching, I Jing, Livro das Mutações, Clássico das Mutações) na cultura chinesa. O I Ching é um livro extraordinário, repleto de beleza e sabedoria, um dos textos clássicos mais antigos da China, uma filosofia que se incutiu na cultura chinesa. Suas idéias principais são: O Equilíbrio Dinâmico dos Opostos, A Evolução dos Eventos como um Processo e A Aceitação da Inevitabilidade de Mudança. O Livro das Mutações, independente de ter sido considerado um oráculo na Dinastia Han e, no século VI a.C., um livro de sabedoria, hoje, é estudado por religiosos, eruditos e praticantes da filosofia taoísta.

Profº Wang Jianxun, natural da cidade de Lang Fang, na China, é professor de Língua Chinesa há mais de sete anos. Além do Brasil, lecionou a Língua Chinesa também no Uzbequistão. Uma característica de sua cidade natal é o fato de ter sido centro de uma batalha importante contra a invasão do Exército de oito países. Atualmente, leciona vários níveis da Língua Chinesa no Instituto Confúcio da Universidade de Brasília.

Se tiver interesse em participar dos encontros, me mande seu e-mail que adicionarei na nossa newsletter.

Este slideshow necessita de JavaScript.