Arquivos para posts com tag: banda

No último sábado rolou o Picnik. Uma feira que já é querida da cidade. Além da já tradicional feira com comidinhas, artesanato, arte, roupas, acessórios e etc também teve apresentação de algumas bandas bem legais de Brasília e de outras cidades. Então como eu não tinha trabalho neste dia, resolvi fotografar de hobby mesmo. Fazia algum tempo que não fotografava shows que é algo que gosto e além disso toda a vibe do lugar, as pessoas e situações proporcionaram fotos bem legais. Já que estava só por diversão mesmo, decidi me propor um desafio: fotografar tudo só com uma lente 50 mm.

É a lente de uma câmera Nikon analógica que possuo. Encaixa e funciona nas câmeras mais novas pois a baioneta, que é a conexão da lente com a câmera é a mesma há muitos anos na Nikon. O único problema é o foco manual, que foi um desafio a mais. Mas para compensar eu tinha uma abertura de 1.8 que usei praticamente em todas as fotos. Isso dificultava ainda mais o foco, que apertava mais na profundidade de campo, mas era o que eu queria, apesar dos erros de foco, proporciona um lindo desfoque no fundo e quando acerto o foco, a nitidez é incrível.

Com essa dificuldade extra, fiz muito mais fotos do que normalmente faço. Chegou a 1199, porque às vezes fazia várias mudando o foco levemente até acertar, (ou achar que acertei) principalmente mais a noite, era bem difícil. Às vezes até usava a guia de distância na lente, para ajudar. Mas depois reduzi para umas 170 selecionadas e publicadas na minha página.

Além dos shows das bandas, fotografei algumas coisas que achava interessante para ilustrar o evento e alguns poucos amigos. Não sou muito de invadir o espaço das pessoas, então com a 50tinha era mais difícil ainda, teria de me aproximar bastante para fazer retratos. E geralmente gosto mais dessa coisa mais distante e natural mesmo.

A lente que mais uso é a 24-70mm e muitas vezes sentia falta de um ângulo mais aberto, mas me conformei e fui me movimentando mais e pensando em outras composições. No fim das contas foi uma experiência bem legal até porque eu estava livre do peso da mochila e da 24-70mm então me senti mais confortável durante o evento.

Um curiosidade, na câmera analógica o foco é partido, ou seja, a imagem no visor fica partida até se chegar no foco, é bem legal.

Em breve vou postar umas fotos aéreas que fiz durante um trabalho, foi uma experiência bem interessante também.

Aqui vai as fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Pois é, hoje 8 de janeiro é dia nacional do fotógrafo. Fiquei sabendo ontem, mas tudo bem. Eu conhecia o dia internacional da fotografia, 19 de agosto. Mas o Brasil sempre tem de inventar seus dias também. Mas foi legal, todos colegas se parabenizando, uns reclamando, outros com esperança de melhoras. Enfim, vai ser sempre assim mesmo, todas as profissões, com seus altos e baixos e o que importa é se fazer o que se gosta. Só posso desejar a todos os colegas muito sucesso!

Aproveitando esse post tenho de postar as fotos (que estava esquecendo) do ótimo show do The Barbiras que fotografei dia 28 de dezembro na final de dezembro do Festival Caça Bandas do Cult 22 que eles acabaram ganhando e já até gravaram uma música que vai compor a coletânea a ser lançada esse ano com as bandas vencedoras de cada mês. Mas estas fotos também já estão na minha página do facebook. Curte lá. Aproveita e curte a página do The Barbiras também. Inclusive ontem fui em outro show deles, bom demais.

Curto muito foto de show que tem toda a emoção do artista e do público e o jogo de luzes sempre ajudam a ter belas fotos. Confira.

Este slideshow necessita de JavaScript.